quinta-feira, maio 04, 2006

Entrevista por Telefone

Pois é, fui contactado pela Société Générale, para marcar uma entrevista por telefone. Pensava eu que a entrevista ia correr bem, pois já tinha toda a minha experiência na ponta da língua e pronto a debitá-la. No entanto, assim que sou contactado para fazer a dita cuja, sento-me à espera daquilo que me iriam pedir. A senhora que me contacta, congratula-me por ter conseguido chegar àquele nível, e eu feliz da vida agradeci.

Mais uma vez fui apanhado totalmente desprevenido, pelo que a entrevista começa pelo teste do Francês, em que tinha de contar uma experiência de trabalho que tenha tido com uma pessoa de uma cultura diferente e de diferentes países. O meu coração pára. A minha respiração pára. Tudo parou. Que raio, já não falo francês fluente há anos. A minha capacidade de construir frases em francês era praticamente nula. Tramei-me.

Apesar de tudo, o meu francês acabou por se tornar muito básico, o qual não satisfazia as suas necessidades.

"You have a very good french accent, but we can't go through this interview. You have a very good application, that's why we picked you to make this interview, maybe I can redirect your application to somewhere that does not need fluent french"

Pensei que apenas falhando um dos componentes (o Francês) poderia continuar mostrando o resto.

Fiquei triste por ter desaprendido todo o francês que aprendi ao longo da minha vida. Fiquei triste por passar 5 minutos e estar logo à partida eliminado e não ter quaisquer hipóteses de passar a um nível mais acima. Fiquei triste por ter perdido uma oportunidade de ouro de ir para o estrangeiro e ganhar uma experiência invejável. Fiquei triste de não poder ter mostrado aquilo que valia. Fiquei triste de não ter conseguido provar que o meu "querer aprender" sobrepõe-se a todas as barreiras. Fiquei triste.

Acima de tudo, o meu Curriculum Vitae é bom aos olhos de pessoas de outras culturas. Nem tudo é mau. Hei-de conseguir superar estas lacunas.

Enfim, mais uma "aventura" passada ao telefone, que acabou por se desvanecer.

Comentem.

6 comentários:

u775 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Luis Carrilho disse...

epa, tu devias ter enganado a gaja a dizer que tinhas adquirido o excelente bestseller, "Francês para tótós". O meu irmão fez isso e hoje em dia engana milhares de franceses burros que pensam que ele sabe falar frances

MDS disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
MDS disse...

Miúdo, don't worry. Trabalho numa empresa Francesa e olha que estes tipos (os franceses) são uma SECA. São todos uns autênticos parvalhões armados em espertos. Para eles existe França, o resto é paisagem. A língua internacional é o Inglês. Por isso borrifa-te nos tipos e bola para a frente. Carreira internacional? EM INGLÊS!

JohnnyGil disse...

Oh rapaz! Que isso não seja um drama... Os franceses são mesmo assim, como já disseram acima: il y a de la France, et rien plus. Acredita que noutros países por aí fora estão mais do que dispostos a falar inglês para contratar mão-de-obra tuga! ;)

Pedro disse...

j'aurais aimé pouvoir lire ce commentaire en français...un effort s'il vous plaît!!

Pedro irmao